Forum dos alunos do Curso de Escrita Criativa do El Corte Inglés
Sexta-feira, 20 de Fevereiro de 2009
A minha Ruptura com a Escrita, de J.A. Reis Mendonça

OK! Chega! Já percebi tudo! Então eu esforço-me que nem um Neruda a dizer bem de um livro e nem sequer levo mais que uma miserável cruzita no fim da página!? Nem ao menos um “thanks for sharing but don’t leave your job”?…’Tá na altura de partir para outra. O que não falta para aí são Artes casadoiras! Já vi que contigo não me safo.


O que é giro (eu disse “giro”?) é que isto nem é a primeira vez que me acontece.


Primeiro foi a Pintura. Foi um daqueles amores da Primária, pueril. Desenhei e pintei conforme as instruções que a mestre-escola me dava para a conquistar. A minha dedicação era bem evidente pela paleta de cores que eu trazia todos os dias para casa nos dedos, cara e bibe, este sim realmente o pior sítio para trazer aguarelas para casa segundo fez questão de me esclarecer a minha Mãe, em linguagem acentuadamente gestual. (Acho que as Mães têm um instinto nato para afastar os filhos da concorrência…)


Já no Liceu foi a Música. Era uma daquelas paixões adolescentes, ardente mesmo. Quase todos os meus colegas tinham casos com ela e pensei que até eu poderia ter alguma sorte com ela. Pareceu sorrir-me mas rapidamente me abandonou. “Eh pá, não estamos em sintonia (ou teria dito “desafinas”?). Desculpa mas é melhor fazeres-te à vida, meu!” (nesse dia ela estava numa de punk). Segui o conselho e nunca mais me meti com ela.


Quase a seguir apaixonei-me pela Dança. Enfim, não pela Clássica mas pela do meu campeonato. Pode um puto, na sua legítima puberdade, passar sem a Dança? E como é que depois se safa nos bailes de finalistas? A beber minis ao balcão? Um pequeno defeito (dois pés verdadeiramente esquerdos) era razão suficiente para ela me fugir? Mais tarde ainda tentei uma reconciliação serôdia, alegando que os dois pés se tinham transformado respectivamente em pé de direita e de extrema-direita mas ela manteve-se imune à moda da deriva de direita. Três a zero!


Depois atirei-me à 7ª Arte. O que eu sofri para a conquistar! Marquei encontros no Quarteto e em outros sítios do género onde a sabia parar. Tive por companhia outros candidatos, que lhe faziam mais o género, malta de óculos de aros grossos e livros de referência debaixo do braço. Sempre se me mostrou evasiva até que me fugiu penso que para França. Para me vingar ainda fui a uma sessão no Cinebolso. Curiosamente alguns filmes eram bastante parecidos nos diálogos, só que mais enérgicos na acção. A assistência também se assemelhava só que trazia gabardinas em vez de livros.


Agora és tu, Escrita, que não queres nada comigo. Não tenho jeito? Olha a grande novidade!


Também não sou amigão de um único dono de uma editora XPTO que me aceite e me promova (o que me podia até dispensar daquela parte chata do talento). Tu, todas as semanas, tens 250 novos pretendentes a baterem-te à porta. E isto só cá! Eu faço ideia do assédio que tens com os camones! E invariavelmente trocas quase toda esta malta pelos teus velhos amantes que já ninguém se atreve a questionar quando se arrogam, alto e em bom som, que tu já lhes pertences.


Olha, sabes que mais? Vai à merda!


José António dos Reis Mendonça


*




publicado por Perplexo às 12:55
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De Cláudia Oliveira a 30 de Abril de 2009 às 10:37
Gostei ainda mais deste!


Comentar post

pesquisar
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Lançamento de livro de al...

13º Curso de Escrita Cria...

"Um livro pouco Important...

Décimo segundo curso de E...

"Antes de começar", e Alm...

Carta de desamor, de Nuno...

Carta de desamor, de Ana ...

Carta de desamor, de S. M...

"A Saga de um Pensador", ...

Carta de desamor, de Manu...

arquivos

Abril 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Junho 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds