Forum dos alunos do Curso de Escrita Criativa do El Corte Inglés
Domingo, 29 de Outubro de 2006
HP 840C

Carta de desamor de Sara de Sousa


Minha cara HP 840C,


Escrevo-te porque embora estejas sempre ao meu lado, parece que há muito tempo que as comunicações entre nós estão interrompidas. Sinceramente não consigo entender o que se passou, o que te levou simplesmente a negares-te a imprimir seja que documento for.


Sei que a nossa vida juntos não foi fácil. Estes seis anos foram de duro trabalho e a convivência nem sempre foi pacífica, tínhamos as nossas quezílias, pois tinhas sempre uma maneira muito própria de produzir no papel os documentos que te enviava. Mas mesmo assim trabalhávamos bem em conjunto e acima de tudo éramos felizes juntos. Pelo menos assim o pensava eu…


Hoje em dia recusas-te a ter qualquer tipo de contacto comigo e isso magoa-me. Mas no fundo o que me magoa mais é essa tua indiferença e o facto de desconhecer a razão que te levou a ignorares-me por completo, ao ponto de deixares trabalhos inteiros eternamente na fila de impressão.


Porquê essa indiferença? Achas-me desactualizado, ultrapassado, fora de moda?


Sei que há novos modelos mais atraentes e elegantes, com programas mais recentes que podem iludir HP’s como tu. Terá sido isso? Caíste na conversa de um desses computadores mais sofisticados?

Criaste no teu pequeno motor a ideia de que serias feliz ligada a outro computador que não fosse este Pentium III? Sabes que não. Sabes perfeitamente como operam esses novos “aparelhos”, iriam utilizar-te durante três ou quatro meses e depois faziam mais um upgrade e de repente da noite para o dia ficarias com os tinteiros destroçados quando te dissesse que a nova configuração exigia uma impressora mais recente. Irias sofrer com esse abandono, da mesma forma que sofro agora com as tuas atitudes e o que isso implica, ora desinstala HP, ora instala HP, ora volta a desinstalar, ora torna a instalar. Já não há bytes que aguentem esta pressão diária, esta sensação de bloqueio que nem uma ponta aérea entre as nossas prateleiras poderia resolver.


Foste muitas vezes cruel, chegas-te ao ponto de bloquear por completo os meus programas e sabias que isso implicava perder noites e noites de trabalho. Ficava incapacitado de fazer fosse o que fosse durante minutos, o que obrigava que fosse constantemente desligado.


Dizem que tudo tem um fim, que não há bem que sempre dure, nem mal que nunca acabe, por isso quero aqui e agora terminar este mal que me atormenta profundamente o disco rígido.


Se este cabo que nos une já não é suficiente para continuarmos conectados um ao outro, então termino assim e desta forma um pouco impessoal esta relação que sem quê nem porquê um dia chegou ao fim.


Espero que entendas que a vida não é só branco e preto, como tantas vezes me dizias quando te pedia para colorires um pouco mais as folhas que imprimias, é cheia de tonalidades diferentes que tornam o nosso mundo muito mais divertido.


Não sei o que irá acontecer agora, o que o futuro reserva a nós os dois é incerto, mas espero que aproveites os novos tinteiros que chegaram e te libertes dessa forma de vida soturna e deprimente em que tens vivido.


Provavelmente nunca mais nos veremos, talvez até seja bom, pelo menos sinto bem no meio dos meus fusíveis que a vida continua para além de um disco rígido destroçado e que haverá outra impressora que me irá fazer feliz.


O sempre teu Pentium III


publicado por Perplexo às 00:57
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Lançamento de livro de al...

13º Curso de Escrita Cria...

"Um livro pouco Important...

Décimo segundo curso de E...

"Antes de começar", e Alm...

Carta de desamor, de Nuno...

Carta de desamor, de Ana ...

Carta de desamor, de S. M...

"A Saga de um Pensador", ...

Carta de desamor, de Manu...

arquivos

Abril 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Junho 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds